Curso de Aprimoramento em Técnicas Endovasculares por Cateterismo

– As inscrições deverão ser realizadas pelo site www.cursos.idpc.org.br no período de 01/10/2018 até 30/11/2018.
– Consulte o Edital

A seção médica de radiologia oferece curso teórico prático de aperfeiçoamento nas técnicas endovasculares por cateter. É oferecido a médicos formados e recém-formados em residência médica na área de Radiologia, Hemodinâmica, Cirurgia Cardíaca e Cirurgia Vascular, com duração de um a dois anos, em período integral, dependendo do conhecimento prévio das técnicas de cateterismo. Aperfeiçoamento de técnicas endovasculares para estrangeiros com mesmo programa acima e oferecido a médicos que retornarão ao país de origem: estes candidatos necessitam comprovar proficiência da língua portuguesa, capacitação financeira durante o período no país e registro provisório no CREMESP. Não pode ser considerado curso de especialização, pois a certificação do curso não confere título de especialista.

O curso possui custo anual cujo valor é estipulado pela Fundação Adib Jatene.

Coordenador

Prof Dr. Antonio Massamitsu Kambara

Vice-Coordenador

Dr. Samuel Martins Moreira

Corpo Docente

  1. Dr. Antonio M. Kambara
  2. Dr. Samuel M. Moreira
  3. Dr. Fabio H. Rossi
  4. Dr. Thiago Osawa
  5. Dr. Marcelo B. Colli
 Número de vagas: 3 (três)
 Duração do curso: O programa compreende em 02 anos obrigatórios de curso, para iniciantes e de um ano para aqueles que já possuem experiência comprovada de pelo menos 01 ano na manipulação de cateteres.. O médico receberá somente um Certificado ao final do programa, se aprovado. Este certificado permite a se candidatar ao concurso que confere o título de especialista pela Associação Médica Brasileira (AMB). Pré – requisito médicos que completaram programa oficial de residência médica em cirurgia vascular, cirurgia cardiovascular ou radiologia.
 Remuneração: Não há remuneração para os aprimorandos. Os residentes de terceiro ano do programa oficial de cirurgia vascular poderão receber bolsa de estudo conforme normas específicas da residência médica.
 Critérios de avaliação: A avaliação e permanência dentro do aprimoramento em radiologia vascular e intervencionista é efetuada de forma contínua por meio de análise dos médicos da Seção, bem como pelo programa a ser cumprido por cada médico aprimorando.
a. Frequencia ao serviço.
b. Empenho dentro da Seção;
c. Participação das atividades cientificas;
d. Realização anual de trabalho cientifico (enviado para congressos);
e. Envio de artigo para publicação;
 Férias: Cada médico tem direito a férias de 30 dias em cada um dos anos.
 Período Livre: Cada médico tem direito a dois períodos livres por semana (manhã ou tarde) tanto no primeiro como no segundo ano do curso.
 Plantão: Os médicos aprimorandos, participam das atividades de plantão a distância conforme escala.
 Horário: Os médicos devem cumprir o horário de 07h00 as 19h00 nos dias de atividade cientifica e assistencial. Este período pode ser estendido caso a rotina de exames do dia não tenha sido terminada até este horário.
 Representante: Os médicos aprimorandos em Radiologia Vascular e Intervencionista devem eleger um representante, que estabelecem a escala de atividades.

 

As atribuições seguem abaixo:

a – O médico do primeiro ano auxilia os exames marcados na rotina .O médico do segundo ano tem a prioridade na execução dos procedimentos terapêuticos, devendo orientar os de primeiro ano.

b – Confecção de relatórios do exame, anotação no prontuário do paciente dos dados de indicação do procedimento, avaliação clínica e dados laboratoriais preenchimento de Apac’s e AIH, descrição cirúrgica, anotação dos protocolos  específico para cada tipo de procedimento e relatórios de alta. Todos estes relatórios devem ser preenchidos por aqueles que participaram diretamente no procedimento.

c – Atendimento ambulatorial de segunda a sextas feiras das 13:00 as 16:00h conforme escala.

d – Haverá uma escala de atividades diárias que deverão ser passados em rodízio.

e – Todos os aprimorandos deverão participar dos exames de ultra som Doppler vascular, no horário de 09:00 h às 13:00 h, conforme escala.

f – Todos os aprimorandos deverão analisar e confeccionar os pareceres de interpretação das tomografias vasculares, reformatações planares e tridimensionais dos exames realizadas que orientam as indicações e escolha dos materiais a serem utilizados, sob orientação do aprimorando de segundo ano e nos casos de dúvidas discutidos com os responsáveis do serviço de tomografia e participar das reuniões do grupo de doenças da aorta, também com escala mensal.

Justificativa:

Os exames diagnósticos e terapêuticos por punção, dissecção ou cateterismo requerem cuidados e treinamento especializado devido ao seu caráter invasivo, a utilização de acessórios com manejos próprios e principalmente a correta avaliação, medicação e orientação do paciente, antes, durante e depois do procedimento. Estes procedimentos tornaram-se mais freqüentes e diversificados necessitando de programas específicos para o ensino e prática aos iniciantes.

Programa:

O ambulatório (média de cem pacientes por mês) para exame clínico pré e acompanhamento dos resultados pós, principalmente, nas intervenções terapêuticas que é imprescindível para alimentar banco de dados.

Na avaliação prévia, deve-se discutir indicação do procedimento, avaliar as condições clínicas do paciente e em caso de insuficiência de algum órgão, prescrever as terapêuticas de compensação ou minimizar os riscos de danos causados pelo procedimento; esclarecer e orientar pacientes e familiares quanto aos objetivos do exame, os riscos e benefícios caso a caso.

Na avaliação posterior, deve-se anotar e acompanhar os resultados obtidos alimentando banco de dados para análise e posterior publicação; orientar e manusear eventuais consequências de complicações inerentes aos procedimentos.

Segundas feiras às 8:00h – Anfiteatro 11º (décimo primeiro) andar da ¨Torre¨.

Sextas feiras às 7:00h – CIEV – anfiteatro 11º andar

Diariamente discussão de casos e escolha de materiais e agendamento dos procedimentos terapêuticos na sala da equipe junto à hemodinâmica.

Divisão em quatro módulos anatômicos:

  1. Cabeça e pescoço
  2. Tórax
  3. Abdome e vísceras
  4. Membros

Em cada módulo dever-se-á introduzir conhecimentos de:

– Anatomia vascular (normal e patológico).
– Técnicas de abordagem com indicação e manipulação dos materiais.
– Evoluções tecnológicas ou novas tecnologias.
– Princípios de aquisição de imagem.
– Higiene das radiações.
– Manipulação de materiais, insumos e acessórios.

Reuniões didáticas e científicas (dez horas mensais) com revisão e discussão dos procedimentos, com estimulo à publicação dos resultados obtidos pelo serviço, interpretação e estudo dos trabalhos publicados na literatura.

Identificação e tratamento das intercorrências e complicações inerentes ao procedimento.

Avaliação e acompanhamento do paciente durante todo período de internação, pós-alta, prescrevendo medicamentos e orientando condutas, quando necessários.