Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia

Curso de Aprimoramento em Hipertensão e Nefrologia

Qualificar médicos na área da cardiologia para especialização no atendimento ambulatorial e hospitalar dos pacientes portadores de hipertensão arterial, ressaltando os aspectos preventivos, diagnósticos e o tratamento clínico-cirúrgico, enfatizando a necessidade de um entrosamento com outros profissionais e especialistas envolvidos no atendimento dos pacientes. Preparar profissionais capazes de conduzir levantamento de dados, analisar e procurar soluções para os problemas da assistência médica ao cardíaco na área de atuação, empregando métodos atuais de epidemiologia clínica. Treinamento específico em MAPA (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial) e análise da função vascular através da VOP (Velocidade de onda de pulso) e da pressão central e índice de incrementação (Augmentation index). Treinamento no laboratório do sono estudando as relações dos distúrbios do sono com as doenças cardiovasculares. Ao final de um ano o cardiologista deverá ter conhecimento sobre:

– Etiologia, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento da hipertensão arterial primária e secundária (feocromocitoma, hiperaldosteronismo primário, hipertensão renovascular e distúrbios do sono).

– Análise de MAPA e função vascular

– Estruturação de um serviço multiprofissional para o atendimento do hipertenso

– Como realizar um trabalho original.

Coordenador

Dr. Celso Amodeo

Vice-Coordenador

Dr. Flávio Antonio Borelli

Corpo Docente

  1. Dr. Oswaldo Passarelli Jr – cardiologia
  2. Dr. Marcio Gonçalves Sousa – cardiologia
  3. Dr. Antonio Carlos Cordeiro Jr – nefrologia
  4. Dra. Leda Daud Lotaif – nefrologia
Número de vagas:2 (duas)
 Duração do curso:1 (um) ano
 Carga horária total:960 horas
 Carga prática/teórica:768 horas 192 horas
 Pré-Requisitos:2 (dois) anos de residência em cardiologia clínica em Instituição credenciada pelo MEC ou pela SBC.
 Critérios de seleção:Prova Objetiva, Análise do Curriculum Vitae e entrevista.

O curso será divido em:

– Atividades ambulatoriais e hospitalares práticas e teóricas;

– Pesquisa relacionada hipertensão arterial e risco cardiovascular.

Hospital:                   

– Atividade prática: Seguimento de pacientes hipertensos resistentes internados para análise de aderência ao tratamento e investigação de componentes secundários no quadro clínico da hipertensão arterial.

– Participação das atividades hospitalares que correspondem a: visita diárias junto com os residentes da instituição e sob a supervisão do staff médico da seção.

– Atividade teórica: Discussão de casos clínicos, discussão de artigos, aulas teóricas ministradas e participação nos fóruns.

– Atividade científica: Elaboração de pelo menos um trabalho de pesquisa original para apresentação em Congresso e publicação em revista científica, ou revisão bibliográfica de um tema escolhido.

 

Ambulatório:

– Atividade prática: A sessão de hipertensão e nefrologia atende cerca de 70 pacientes/dia, na grande maioria portadores de hipertensão resistente e outras comorbidades como diabetes, insuficiência cardíaca e/ou renal.

– Atividade teórica: O aprimorando fica responsável pela escolha dos artigos e supervisão dos artigos de revista que serão apresentados junto com os residentes nas reuniões de discussão de artigos.

– Apresentação de aula teórica em sistema de rodízio junto com os residentes da seção.

– Atividade científica: preparação de pelo menos um trabalho de pesquisa original para apresentação no Congresso da SOCESP ou da SBC, ou revisão bibliográfica de um tema escolhido e posterior publicação.

Para mais informações, envie um e-mail para ceap@idpc.org.br