Curso de Aprimoramento em Cateterismo Diagnóstico e Terapêutico em Cardiopatias Congênitas

– As inscrições deverão ser realizadas pelo site www.cursos.idpc.org.br no período de 01/10/2018 até 30/11/2018.
– Consulte o Edital

Principal

Qualificar e capacitar médicos para realização de cateterismo diagnósticos e terapêuticos em fetos, neonatos, crianças, adolescentes e adultos com cardiopatias congênitas e algumas cardiopatias estruturais selecionadas dentro de um ambiente hospitalar especializado e de liderança multidisciplinar.

 

Secundários

• Capacitar médicos a ter uma leitura critica sobre a melhor evidência disponível na literatura referente á área.
• Estimular médicos a realização de trabalhos científicos dentro da área.
• Estimular médicos a ensinar conceitos mais básicos a colegas que estão iniciando na área.
• Capacitar médicos a trabalhar em equipe na área.

Coordenador

Dr. Carlos Augusto Cardoso Pedra

Vice-Coordenador

Dr. Rodrigo Nieckel da Costa

Corpo Docente

  1. Dr. Carlos Augusto Cardoso Pedra
  2. Dr. Sérgio Luiz Navarro Braga
  3. Dra. Simone R. F. Fontes Pedra
  4. Dr. Alexandre A. Cunha Abizaid
  5. Dr. Rodrigo Nieckel da Costa
  6. Dr. Marcelo da Silva Ribeiro
  7. Dra. Daniela Lago Kreuzig
  8. Dr. Luis Otávio Campanhã Sant’ Anna
  9. Dra. Wanda Nascimento
 Número de vagas: 2 (duas) por ano
 Duração do curso: O Curso será oferecido anualmente, tendo duração de dois anos. Ele se dará início em 1º de março do primeiro ano encerrando-se em 28 de fevereiro ao fim do segundo ano completo.
 Carga horária total: 2880 horas anuais
 Pré-Requisitos: Ter pelo menos 4 (quatro) anos de formado.
Para os aprimorandos que vem da Cardiologia: Pelo menos 2 anos de Cardiologia Geral seguido de pelo menos 1 ano de treinamento em Cardiologia Pediátrica e Cardiopatias Congênitas do adulto em instituição credenciada pelo MEC ou SBC.
Para os aprimorandos que vem da Pediatria: Pelo menos 2 anos de treinamento credenciada pelo MEC ou SBC.
 Critérios de avaliação: Assiduidade / freqüência
Pontualidade nas atividades práticas e teóricas
Relacionamento com o paciente
Relacionamento com colegas e membros do staff
Empenho e desempenho dentro da Seção;
Participação das atividades científicas;
Realização anual de trabalho científico (enviado para congressos);
Publicação ou submissão de pelo menos um trabalho para revista científica indexada
 Critérios de seleção: a. Prova teórica escrita (múltipla escolha e dissertativa) – 70%
(A prova versa sobre Cardiologia Pediátrica e Cardiopatia Congênita do Adulto)
b. Entrevista
c. Avaliação curricular
Inscrição: 01/10/2018 á 30/11/2018
Prova: 10/12/2018
Entrevista e Analise Curricular: 11 a 13/12/13
OBS: Item a tem peso de 70% e itens b e c tem peso de 30%.

 

a) Anatomia básica do coração normal;
b) Anatomia e classificações morfológicas utilizadas para estudo das cardiopatias congênitas;
c) Fisiologia do coração normal e em condições patológicas;
d) Radiologia normal do coração e em condições patológicas;
e) Hemodinâmica do coração normal e em condições patológicas;
f) Principais projeções angiográficas utilizadas para estudo das malformações cardiovasculares;
g) Indicações de cateterismo diagnóstico e intervencionista em defeitos congênitos e adquiridos na criança e no adulto com cardiopatias congênitas e estruturais;
h) Técnicas de cateterismo diagnóstico e intervencionista em cardiopatias congênitas e estruturais;
i) Cardiopatias congênitas acianóticas (anatomia, fisiopatologia, história natural, indicações cirúrgicas e evolução pós-operatória, indicações de estudos invasivos ou intervencionistas);
j) Cardiopatias congênitas cianóticas (anatomia, fisiopatologia, história natural, indicações cirúrgicas e evolução pós-operatória, indicações de estudos invasivos ou intervencionistas);
k) Enfermidades cardiovasculares adquiridas (fisiopatologia, diagnóstico clínica e laboratorial, tratamento): febre reumática, enfermidade linfomucocutânea, aortites, pericardites, endocardite bacteriana, coronárias (noções básicas), valvopatias (noções básicas);
l) Principais cirurgias utilizadas no tratamento de enfermidades cardiovasculares congênitas (razões técnicas de sua aplicação);
m) Cardiopatia congênita no adolescente e no adulto jovem;
n) Biópsia miocárdica;
o) Procedimentos Híbridos;
p) Intervenções cardíacas fetais;
q) Intervenções no PO precoce;
r) Hipertensão Arterial Pulmonar Idiopática e secundária.

Atividades teóricas

Aulas teóricas e discussões de casos sobre cateterismo diagnóstico e intervenções em cardiopatias congênitas e estruturais. As atividades serão realizadas das 07h30min às 8:00 horas, ministradas pelos professores do curso.

 

Atividades práticas

Nesta atividade deverão realizar exames de cateterismo diagnóstico em crianças com cardiopatias congênitas e adquiridas e em adultos com cardiopatias congênitas e/ou com hipertensão arterial pulmonar de diferentes etiologias; intervenções percutâneas diversas em neonatos, crianças, adolescentes e adultos com cardiopatias congênitas; realizar atrioseptostomia em neonatos a beira do leito na unidade de terapia intensiva sob monitoração da ecocardiografia; procedimentos diagnósticos e/ou terapêuticos no centro cirúrgico ou sala híbrida com o cirurgião cardíaco e/ou vascular, monitorados pela ecocardiografia e/ou pela fluoroscopia/angiografia com arco em C e discutir os casos de cateterismo diagnóstico e terapêutico e suas indicações com a equipe da Seção Médica de Cardiopatias Congênitas e da Unidade de Terapia Intensiva. Acompanhar o PO imediato e precoce dos pacientes submetidos ao cateterismo. Participação no ambulatório de Intervenções em Cardiopatias Congênitas 1 (uma) vez por semana.